Marcella Mesquita

Pilates para Crianças

kids3

Por Marcella Mesquita

Esta sendo cada vez mais comum encontrarmos crianças sedentárias nos tempos modernos, isso se deve a falta de movimento até na hora de brincar.
Imaginem que após passarem boa parte do dia sentadas na escola, ainda chegam a assistir aulas de línguas estrangeiras, reforço escolar, música… Embora sejam atividades cabíveis nessa fase da vida, estamos percebendo o desinteresse por atividades físicas, esportes em geral.

Além disso, atualmente é raro encontrarmos crianças brincando nas ruas, subindo em árvores, correndo, jogando bola, patinando, pulando corda… São muitas as brincadeiras que estimulavam o corpo a mexer-se, mas hoje elas são encontradas geralmente (para não ser radical e falar “apenas”) em vídeo games, computadores, smartphones. Eis o maior culpado do sedentarismo, a rotina atual.

foto 1-5
Como instrutora de Pilates trago esse método como uma excelente opção para resgatar as brincadeiras de antigamente, visto que dentro de um “Studio” temos a possibilidade de trabalhar de maneira lúdica e criativa, além de montar uma aula personalizada para as particularidades de cada aluno bem como as suas necessidades.

É nessa fase da vida que podemos diagnosticar possíveis desvios na coluna e/ou evita-los, mais um motivo para admitirmos a importância do método Pilates na vida de uma criança, assim conseguimos trazer uma saúde muscular, alongando e fortalecendo ao mesmo tempo todos os grupos musculares, levando a uma hipertrofia organizada.

Embora em alguns casos seja difícil trabalharmos todos os princípios do método em questão quando a criança/adolescente não compreende, ou não colabora, o simples fato de mobilizar articulações, alongar e impor sobrecarga de peso já agirá espantando a preguiça e o tão temido sedentarismo.
Fica a dica para os pais leitores que estão em busca de tirar seus filhos de casa para usar o esqueleto: PILATES! Claro, não se identificando, o mais importante é continuar a busca por uma atividade física que lhe desperte interesse.

foto 3-3

Já li vários artigos e livros que sugerem idade mínima para se iniciar o pilates: 4, 6, 10, 13 anos, mas a única bibliografia deixada pelo mestre Joseph Pilates não defende nenhuma idade específica, ele diz que onde houver alongamento e fortalecimento respeitando os princípios criados por ele, aí está um praticante da “Contrologia”, nome dado por ele ao método hoje conhecido por “Pilates”.

Um bom instrutor, que tenha afinidade em trabalhar com crianças e que goste do que faz, sendo firme nas correções trará resultados positivos para a saúde do seu filho, mas lembre-se: o simples fato dele “brincar” dentro de um studio já pode ser eficaz.
Espero ter alertado a todos da importância de praticar exercícios físicos desde a infância e desse modo evitar possíveis desequilíbrios musculares que o dia a dia nos traz, melhor prevenir que tratar.

kids1

#TimeVCE